ECO-FRIENDLY PRINTING - BIOQUÍMICOS

Por Marcos Anghinoni - Diretor de Vendas

O intuito é estudarmos soluções práticas que são adequadas ao respeito com o meio ambiente. Apresentar produtos ecologicamente corretos que funcionem de verdade e não sejam mais caros, apenas por carregar o rótulo de amigo da natureza.

BIOQUÍMICOS PARA INDÚSTRIA GRÁFICA

eco-friendly_printer (1)

Benefícios dos Bioquímicos . Benefícios para as fábricas: Os benefícios do uso de Bioquímicos para o setor privado são incontáveis. Bioquímicos fornecem uma ferramenta de conformidade ambiental para os fabricantes e para os usuários finais. A simples substituição de derivados de petróleo por bioquímicos, por si só, pode ser uma solução definitiva para problemas de regulamentação de normas ambientais vigentes e as que ainda entrarão em vigor brevemente. Benefícios Ambientais: Quando comparados com as alternativas de petroquímica, o uso de substâncias bioquímicas mostram resultados comprovados quanto a redução eficaz da poluição em todos os níveis. Utilizando matéria-prima de origem vegetal em fabricação de produtos químicos, diminuímos a quantidade de poluição gerada pelo produto e também a poluição gerada a partir da extração e processamento dos derivados de petróleo que usaríamos como matéria-prima. Produtos químicos derivados da matéria-prima vegetal são altamente biodegradáveis e na maioria dos casos podem ser eliminados de forma segura e barata, mais uma vez resultando em menos poluição para o descarte do material. Benefícios para a Saúde: As empresas podem melhorar o ambiente de trabalho para seus funcionários usando bioquímicos e reduzindo os riscos sanitários e de segurança. Produtos químicos derivados de plantas são geralmente muito menos tóxicos, tem menor inflamabilidade e menor corrosividade que seus contratipos derivados minerais. Vantagens econômicas: A economia na substituição de produtos petroquímicos por bioquímicos são cada vez mais favoráveis e, quando todos os custos são considerados, bioquímicos são muito competitivos com os petroquímicos e já em muitos casos, vantajosos. Os fabricantes podem economizar dinheiro evitando o dispendioso cumprimento de sanções e através de uma redução drástica em custo de eliminação de resíduos perigosos. Empresas que fabricam ou usam bioquímicos podem recorrer ao "verde" dos consumidores, uma parcela crescente e importante do mercado. Benefícios Econômicos na área Rural: UV RENOVAVEL II O uso de material vegetal na fabricação de produtos químicos estimula o desenvolvimento econômico rural. A matéria-prima vegetal pode vir a ser um material de grande consumo e culturas agrícolas são mais eficientemente convertidas em valor agregado quando transformadas em produtos finais industrializados. Isso pode proporcionar maior renda e oportunidades para agricultores e comunidades rurais, mesmo as menores. Substituição Bioquímica As empresas interessadas em reduzir riscos ambientais e regulamentar as pressões por melhores condições de trabalho dos funcionários estão procurando substituir no processo produtivo os produtos químicos operacionais derivados de petróleo. Produtos químicos derivados de vegetais cadas vez mais substituem estes produtos derivados de petróleo. Bioquímicos podem ser usados em lugar de produtos petroquímicos em diferentes fases de fabricação do produto, para reduzir a poluição e criar um ambiente de trabalho mais seguro. Em geral, existem três tipos de estratégias de substituição por bioquímicos: 1. Substituição direta: Ocorre quando um bioquímico é quimicamente idêntico ao petroquímico. Por exemplo, quando o fenol, um produto químico muito usado na indústria têxtil e de plásticos, é feito a partir de matéria-prima vegetal em vez do petróleo, gera 80 por cento menos poluição e é perfeitamente utilizado sem qualquer alteração do produto final. 2. Substituição indireta: Ocorre quando uma funcionalidade similar, mas não quimicamente idêntica dos bioquímicos substitui um petroquímico. Por exemplo, os citrinos provenientes de matéria-prima vegetal é um excelente substituto para os solventes à base de tricloroetano, derivados de petróleo, em aplicações de produtos de limpeza. 3. Substituição de Produto Final: É a substituição de um produto final derivado de petróleo por outro produto final derivado de matéria-prima vegetal. Por exemplo, os termoplásticos podem ser fabricados a partir da base de resinas de amido, como polilactida, em vez de petróleo. Outro exemplo: Na indústria gráfica podemos substituir as tintas convencionais com base em matéria-prima mineral por tintas com a mesma eficiência derivadas de matérias-primas vegetais, inclusive óleo de soja. Máxima redução da poluição pode ser alcançada pela substituição do produto final - a substituição de um produto com base em petróleo, por um com base vegetal. Este método de substituição elimina ou reduz consideravelmente a poluição gerada em todas as fases da produção.
Esse post tem 0 comentário. Clique aqui para ver todos os comentários e se quiser, comentar também!