SELLERINK BLOG
20out/10

Metalgrafia (Post 6)

Sellerink, desde sua fundação, há 15 anos, pesquisa, desenvolve e produz tintas para a indústria metalgráfica. Setor que utiliza tecnologia de ponta, a Sellerink acompanhou e acompanha a sua evolução, sempre desenvolvendo produtos que ofereçam a melhor combinação possível a embalagem de aço, importante para vários segmentos da economia. Um dos segmentos que sempre enfatizamos é o alimentício.

DSC_8353A embalagem de aço é a melhor em vários pontos e principalmente para a conservação de alimentos, permitindo que os consumidores possam ter em suas casas alimentos frescos e saudáveis. Imaginem o papel importante da tinta na composição desta embalagem.

Não só esteticamente. Mas quanto a saúde do consumidor também, pois nossas tintas metalgráficas, tanto com secagem convencional como com cura ultravioleta, são compostas apenas por matérias-primas certificadas e com cuidadoso processo de fabricação, para poder fazer parte da embalagem de aço.

Vejam na matéria abaixo um pouco mais do importante papel da embalagem de aço para nós todos, consumidores de alimentos. No destaque, o tomate.

O poder do tomate enlatado

Fonte: Abeaço e Abeaço Notícias

.

A embalagem de aço e o tomate são sinônimos de categoria e saúde para os consumidores, já que o alimento, quando embalado na lata, possui mais licopeno, nutriente capaz de prevenir doenças.

TomateO tomate está entre as hortaliças mais consumidas do mundo e o motivo não é difícil de entender. Além do baixo custo e fácil cultivo, o fruto reúne nutrientes essenciais para proteger o organismo contra doenças. Para a surpresa de muitos, se o tomate in natura for comparado com a versão enlatada, a segunda opção sai na frente, já que apresenta três vezes mais licopeno – componente capaz de agir contra o envelhecimento, infecções, doenças do coração e diversos tipos de cânceres.

Os tipos de atomatados em lata dispensam o uso de conservantes químicos. Segundo Sheila Pasquarelli, gerente de nutrição do Hospital Santa Helena, a explicação está no processo de cozimento do tomate na lata. “O alimento é envasado em alta temperatura e hermeticamente fechado na lata. Ele não perde os nutrientes e vitaminas, pois como a embalagem é escura, o alimento não entra em contato com a luz, que é a pior inimiga do licopeno”, completa. Quanto mais processado, mais licopeno o atomatado apresenta. Logo, molhos e extratos de tomate estão no topo da lista do nutriente.

Ainda de acordo com Sheila Pasquarelli, o processo de armazenamento da embalagem é muito importante para a conservação do alimento. “Quando o atomatado é exposto por muito tempo à luz e ao ar, a vitamina C, por exemplo, pode ser degradada. Também é importante que o alimento seja mantido refrigerado depois de aberto, para que os nutrientes não sejam dissipados”, esclarece.

E o tomate enlatado não é só licopeno. Ele possui uma extensa lista de nutrientes, como potássio, sódio, fósforo, cálcio, magnésio, ferro, vitaminas A e C, fibras alimentares e betacaroteno, carotenóide que protege as células saudáveis dos radicais livres, responsáveis pelo desenvolvimento de tumores e envelhecimento precoce.

Xô câncer e colesterol!

molho_de_tomatePesquisa recente publicada no Journal of the National Cancer Institute mostrou que o licopeno presente em abundância no tomate enlatado ajuda a diminuir em até 50% as chances de desenvolver o câncer de próstata. Os níveis da doença também foram reduzidos em estudo realizado pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), que analisou 32 pacientes portadores de câncer de próstata que consumiram extrato de tomate durante três semanas (30 miligramas da substância por dia).

De acordo com a nutricionista da Universidade Federal de São Paulo, Camila Leonel, dietas ricas em licopeno podem promover proteção contra outros tipos de câncer, como do trato gastrointestinal (esôfago, estômago, cólon e reto). O licopeno ainda reduz a oxidação do colesterol.

“Essa capacidade está relacionada à proteção do aparelho cardiovascular, uma vez que o LDL (colesterol ruim) é um dos componentes responsáveis pelo entupimento das artérias”, finaliza.

Prova do alto crescimento do setor de atomatados é a fidelidade das consumidoras pelo produto. Para as donas de casa os atomatados são práticos e dão mais sabor para as receitas. “Antigamente, os molhos eram feitos em casa, mas davam muito trabalho e tínhamos que usá-lo na mesma hora. Como a lata é pratica, posso fazer pratos simples e sofisticados sem perder muito tempo na cozinha”, lembra uma consumidora entrevista pela revista Abeaço Notícias, destacando as vantagens dos alimentos na embalagem de aço.

Com a alta procura de atomatados em lata pelos consumidores, as empresas continuam optando pela embalagem de aço para envase do produto. Hoje a versão representa aproximadamente 47% do mercado nesta categoria.

Outras vantagens destacadas para a embalagem de aço são a resistência no transporte e no ponto de venda. Existe certamente uma maior procura pelas embalagens de aço, já que elas são resistentes e não quebram.

Diferença entre atomatados em lata e as suas melhores combinações

Molho Tradicional – Feito a partir da polpa de tomate concentrada, essa versão é prática e pronta para consumo. Leva base de óleo, cebola e alguns temperos, como salsa e alho, que dão um charme todo especial para a receita. Quando o molho é embalado na lata, todos os sabores dos ingredientes são mantidos, já que a embalagem é escurinha e não deixa o alimento entrar em contato com a luz. Existem também as opções de molhos com carnes, queijo, legumes e até funghi.

Tomate Pelado –Como o licopeno é encontrado principalmente na polpa, e não na casca, desprezar a pele do tomate, como na versão pelada, elimina boa parte dos agrotóxicos sem que o nutriente se perca. Além disso, o tomate pelado é cozido dentro da própria lata – a única embalagem que possibilita esse processo. Ele é ideal como molho para massas e também nos refogados e ensopados.

Extrato – É o mais concentrado de todos os derivados do tomate. Os únicos condimentos presentes no extrato enlatado são sal e açúcar. Ideal no preparo de molhos caseiro ou para aplicação em grandes receitas e para dar mais consistência aos pratos.

Polpa e Purê – Essa opção é feita a partir da polpa do tomate, sem pele e sementes e levam somente açúcar e sal na composição. A versão enlatada garante ainda mais o sabor do prato. Alimentos que acompanham os molhos – O atomatado na lata é tão versátil, que pode ser acompanhado de carnes, como medalhão e almôndegas, além dos vegetais e embutidos. Para trazer ainda mais praticidade, algumas empresas produzem molho bolonhesa, por exemplo, para que a consumidora prepare um prato rapidamente, mas sem abrir mão do sabor de comida caseira.

.

Se você gostou, veja também...

História da Indústria Gráfica (Post 19) on October 25th, 2010

Homens e Mulheres enxergam de maneiras diferentes on September 16th, 2012

Tintas e Impressos de Segurança (Post 11) on August 16th, 2010

Tinta Offset Ecofriendly - Básica on January 16th, 2011

METALGRAFIA - ALIMENTOS ENLATADOS on September 3rd, 2012

Visualizar perfil de Marcos  Anghinoni no LinkedIn