SELLERINK BLOG
6out/10

A História da Indústria Gráfica (Post 17)

Vamos hoje publicar mais um post especial dentro da série História da Indústria Gráfica.

Nosso último post da série foi publicado em 21 de Setembro último e na cronologia paramos em 1.967. No próximo post vamos continuar daí.

Mas vamos falar um pouco mais sobre alguns detalhes da História, como já fizemos com a Bíblia de Gutenberg (Post 12) e com Daniel Defoe e a sua fantástica publicação Robinson Crusoé (Post 15). Vejam que procuramos sempre trazer mais detalhes sobre os fatos históricos, enriquecendo ainda mais a nossa História.

Espero que gostem, e hoje vamos falar sobre

Friederich G. Koenig (1774-1833)

Fonte: Paulo Heitlinger, Tipografia: origem, forma e uso das letras - Portugal

.

A Revolução Industrial mudou o curso da tipografia, mecanizando o processo da impressão. A máquina a vapor tinha aparecido já em 1769, o barco a vapor em 1807, a locomotiva em 1814.

Foi o alemão Koenig que inventou, em 1811, a prensa mecânica e introduziu a energia a vapor e o movimento rotativo no engenho de impressão.

FKFriedrich Koenig, nascido em 1774 em Eisleben, Saxónia, patenteou uma impressora movida a vapor em 1810. Desde 1807, trabalhando em Londres, Koenig tirou partido na criação da sua impressora, da invenção da máquina a vapor por James Watt em 1775.

A sua máquina caracterizava-se por incluir para além do funcionamento a vapor, uma novidade importante: dois rolos móveis que aplicavam a tinta sobre a forma impressora, voltando depois ao seu lugar dando lugar à colocação do papel sobre a forma. A máquina, da qual se construiu um só exemplar, imprimia 400 folhas por hora — quase o dobro das prensas normais.

Friedrich Gottlob Koenig nasceu filho de camponeses pobres. Devido às suas aptidões, pode frequentar o liceu, apesar das limitações econômicas da sua família. Em 1790 começa a aprender o ofício de impressor na Breitkopf und Härtel, casa editora em Leipzig.

A máquina de impressão passou daí em diante a dominar a vida de Koenig, que frequentou várias cadeiras universitárias antes de entrar na vida profissional. Em 1802, Koenig firmou um contrato com um amigo de infância para criar uma editora e oficina de impressão em Eisleben.

fk
Koenig construiu a primeira máquina impressora em 1803 em Suhl.

Já em 1803, passa à prática e começa a construir em Suhl um novo tipo de máquina de impressão, que não chega a concluir.

Seria em Londres, o centro industrial do mundo, que conseguiria construir, em 1811, o prelo mecânico para o qual obtivera um ano antes uma patente. Aí encontrara o necessário capital de risco para financiar a realização das suas novas máquinas.

A prensa mecânica de 1811 reduziu as nove operações do prelo Stanhope a somente três: primeira, colocar no local o papel; segunda, por em marcha a tábua de entintagem e impressão ao mesmo tempo e terceira, retirar o papel impresso.

Esta máquina de impressão trabalhou pela primeira vez em Londres, na oficina tipográfica de George Woodfall e Richard Taylor, na impressão dos 3000 exemplares do Annual Register para o ano de 1810.

Mas o investimento devorara importantes somas e Koenig entrou em conflicto com os financiadores da sua invenção. Estes queriam introduzir a nova máquina apenas nas suas próprias oficinas, ao passo que Koenig estava obviamente interessado em vendas mais abrangentes.

Em 1812, Koenig criou uma outra máquina: uma impressora, de grande diâmetro, estava dividida em três partes do seu eixo, sendo utilizada uma dessas partes em cada movimento de vaivém do corpo tipográfico; assim eram impressos três exemplares numa volta completa do cilindro.

times
Zylinderdruckmaschine da "Times"

É este engenho que serve de modelo para a "Zylinderdruckmaschine" que imprimiu o jornal diário "The Times" a partir do dia 29 de Novembro de 1814.

Esta máquina era uma "Doppelmaschine", porque foi construída com dois cilindros para fazerem impressão simultânea. Inicialmente movida a força braçal, foi adaptada, em 1814, a vapor, e passou a imprimir 1.100 exemplares por hora.

No ano de 1816, Koenig inventou uma máquina, que imprimia simultaneamente a frente e o verso de uma folha.

.

Koenig & Bauer

Depois de voltar à Alemanha, Koenig comprou, em 1817, o Convento Obernzell, perto de Würzburg. Em sociedade com o seu amigo Andreas Bauer (1783-1866) fundou aí a Koenig & Bauer.

KBA1
1876 Würzburg: Koenig & Bauer fornece uma máquina à Magdeburger Zeitung

Em 1818, a Koenig & Bauer apresenta a primeira máquina impressora com inovações no sistema plano-cilíndrico. As invenções sucedem-se mesmo após a prematura morte de Koenig em 1833.

Sem nunca ter deixado de introduzir inovações tecnológicas ao longo de várias gerações, a Koenig & Bauer (KBA) continua hoje a ser uma das líderes em máquinas de impressão de alta performance. A empresa fundada em 1817 tem hoje centros de produção em Radebeul/Dresden, Frankenthal, Würzburg, Kassel e Trennfeld e máquinas impressoras trabalhando ao redor de todo o planeta.

.

No próximo post continuaremos com a cronologia em História da Indústria Gráfica e ainda teremos muito mais posts especiais como este. Acompanhem!

.

Se você gostou, veja também...

Homens e Mulheres enxergam de maneiras diferentes on September 16th, 2012

Metalgrafia (Post 7) on November 7th, 2010

Tintas e Impressos de Segurança on May 31st, 2010

A História da Indústria Gráfica (Post 15) on September 5th, 2010

IX CONVENÇÃO ANUAL SELLERINK on December 15th, 2010

Visualizar perfil de Marcos  Anghinoni no LinkedIn