Metalgrafia (Post 1) « SELLERINK BLOG
SELLERINK BLOG
8ago/10

Metalgrafia (Post 1)

.

Vamos inaugurar uma nova série no nosso Blog: METALGRAFIA.

Metalgrafia, impressão offset sobre suportes metálicos, principalmente folha-de-flandres. A folha-de-flandres é uma folha laminada, composta por ferro e aço de baixo teor de carbono e revestida com estanho.

Folha de Flandres em bobina

Folha de Flandres em bobina

A folha-de-flandres é largamente utilizada na fabricação de embalagens para diversos fins. Este ano a indústria de embalagens metálicas comemora 200 anos. Vamos aproveitar o tema como nosso primeiro post da séria METALGRAFIA.

A Sellerink, desde sua fundação há 15 anos atua com forte presença no mercado metalgráfico. Mantemos técnicos no setor de pesquisa e desenvolvimento exclusivamente voltados as tintas offset metalgráficas. Hoje a Sellerink tem produtos desenvolvidos para aplicação em metalgrafia com secagem convencional (forno), cura UV (inclusive para alimentos, de acordo com as mais rígidas normas dos clientes finais) e poliéster (secagem convencional e cura UV - tintas desenvolvidas para aplicação em embalagens que sofrem processo de repuxo, como embalagens para pescados).

Nos próximos posts falaremos mais sobre assuntos técnicos, mas hoje cabe aqui a nossa homenagem aos

200 Anos das Embalagens Metálicas

Latas foram inicialmente usadas como recipientes para alimentos durante as guerras napoleônicas. A idéia de preservação dos alimentos por aquecimento em recipientes foi desenvolvido por Nicolas Appert . Em 1795, ele usou garrafas de vidro para conservar alimentos, que foram enviadas as tropas francesas na frente russa. A técnica utilizada por Appert foi precursora dos métodos atuais de conservação de alimentos.

Em 1810, foi concedida ao comerciante britânico Peter Durand, a patente de um método de preservação de alimentos e outros produtos perecíveis utilizando embalagens feitas de vários materiais, incluindo aço.

Não surpreendentemente, a segurança alimentar ainda é um dos mais importantes benefícios das embalagens de alimentos enlatados.

Entretanto, o armazenamento de alimentos é apenas uma das muitas aplicações das embalagens de aço.

Embalagem de aço é durável, inviolável e convenientes do ponto de vista comercial. É também "shelf- stable', o que significa que ela pode proteger o conteúdo da deterioração por um longo tempo. Além desses atributos, o aço usado na embalagem tem também uma função estética. Afinal, a embalagem é concebida não apenas para conservar o produto, mas também para anunciá-lo ao consumidor.

Uma indústria construída sobre a inovação

Em alguns países, as latas de aço são conhecidas popularmente como simplesmente, latas. Aqui no Brasil é assim. Existem milhares de aplicações, desde o molho de tomate para a macarronada de domingo da família até as embalagens de tinta para a printura das edificações. Entre outras aplicações, as embalagens de aço, ou latas, são utilizadas para embalar:

Embalagem em folha de flandres para alimentos

Embalagem em folha de flandres para alimentos

• Alimento

Embalagem em folha de flandres para bebidas

Embalagem em folha de flandres para bebidas

• Bebidas

Embalagem em folha de flandres para aerosol

Embalagem em folha de flandres para aerosol

• Aerosóis

Embalagem em folha de flandres para produtos químicos

Embalagem em folha de flandres para produtos químicos

• Tintas e produtos químicos

Rolhas e tampas em folha de flandres

Rolhas e tampas em folha de flandres

•Rolhas e tampas.

A maioria do aço usado nas embalagens é de folha de flandres. Este é o aço que é revestido com uma camada de estanho para evitar corrosão. Apesar de folha de flandres representar apenas cerca de 1% da produção de aço, é uma indústria altamente visível e dinâmica. Marcas e produtos competem pela atenção dos consumidores nas prateleiras de supermercados e outros varejistas.

Os processos de fabricação utilizados em embalagens de aço são de alta tecnologia e sofisticadas. A produção comercial começou em 1812, em uma fábrica de conservas perto de Londres, que forneceu alimentos para o exército britânico. Em 1846 , as latas foram fabricados na taxa de 60 por hora. Hoje, indústrias modernas podem fabricar 1.000 latas por minuto.

Uma vez que o aço revestido com estanho -  a folha de flandres - pode ser revestido com polímero, envernizado e impresso, o resultado final da lata é um atrativo, seguro e funcional para o produto embalado.

Altamente reciclável

O aço detém uma posição única como um material de embalagem sustentável porque é 100% reciclável. Latas são as mais comuns em qualquer depósito de reciclagem. Uma proporção significativa de todo o aço em uma lata vem de fontes recicladas.

Dados apresentados pelo setor, em termos mundiais, mostram que em 2007 , 68% das latas de aço produzidas no mundo todo foram recicladas. (Fonte:Wordsteel Association)

Reciclagem no Brasil

(Fonte:Abeaço)

A reciclagem do aço é tão antiga quanto a própria história da utilização do metal. O aço é o material mais reciclado no mundo. Mais de 385 milhões de toneladas são recicladas no planeta por ano, só no Brasil cerca de 300 mil toneladas de latas de aço pós consumo retornam para o processo de reciclagem.

No Brasil, assim como no resto do mundo, o mercado de sucata de aço é bastante sólido, pois as indústrias siderúrgicas precisam da sucata para fazer um novo aço, ou seja, cada usina siderúrgica é uma planta de reciclagem. 

67447_resized_compactedsteelscraps2O principal mercado associado à reciclagem de aço é formado pelas aciarias, que derretem a sucata nos altos fornos e transformam-na em novas chapas de aço. O interessante é que o aço para reciclagem não precisa ser totalmente livre de contaminantes, já que o próprio processo é capaz de eliminá-los. 

Em 2008, foram produzidos 33,8 milhões de toneladas de aço bruto no Brasil, dentro deste montante, 575 mil toneladas foram de folhas de aço para embalagens. Cerca de 10,2 milhões de toneladas de sucatas foram utilizadas para a produção de novo aço, valor correspondente a 30,1% do aço produzido no Brasil. O aço é o material mais reciclado do mundo, sendo que em 2008 foram recicladas cerca de 385 milhões de toneladas no planeta. O incremento da coleta seletiva desse material estimula o aumento da demanda de empregos e equipamentos de separação, como os eletroímãs.

 Quanto é reciclado?

Cerca de 46,5% do total das latas de aço consumidas no Brasil em 2008 foram recicladas. Este índice vem aumentando graças à ampliação de programas de coleta seletiva e educação ambiental. Hoje alguns programas estimulam a reciclagem do aço pós-consumo, dentre eles o RECICLAÇO, programa de reciclagem pós-consumo de latas de aço para bebidas criado pela Cia Metalic Nordeste. No Brasil, 8% das latas para bebidas são de aço, sendo que a maior participação está no Nordeste, que detém 46% do mercado. Com a necessidade de incentivar a coleta seletiva criou-se a iniciativa em 2001 que permitiu à embalagem de aço para bebida atingir o índice de 88% de reciclagem contra os 27% iniciais. Esse índice é auditado anualmente por empresa independente. 

O ciclo da reciclagem

ilustra2Depois de separadas do lixo, por processo manual, ou através de separadores eletromagnéticos, as latas de aço passam por processo de limpeza em peneiras para a retirada de terra e de outros contaminantes. Em seguida, são prensadas em fardos para facilitar o transporte nos caminhões até as indústrias recicladoras. Ao chegar na usina de fundição a sucata vai para fornos elétricos ou a oxigênio, aquecidos, em média, a 1550 graus centígrados. Após atingir o ponto de fusão e chegar ao estado de líquido fumegante, o material é moldado em tarugos e placas metálicas, que serão cortados na forma de chapas de aço. A sucata demora somente um dia para ser reprocessada e transformada novamente em lâminas de aço usadas por vários setores industriais - das montadoras de automóveis às indústrias de embalagens. O material pode ser reciclado infinitas vezes, sem causar perdas mecânicas, como dureza e resistência, ou prejudicar a qualidade.

A lata de aço é 100% reciclável, ou seja, a lata que você descarta seletivamente pode voltar infinitas vezes à sua casa, em forma de tesoura, maçaneta, arame, automóvel, geladeira ou até mesmo uma nova lata.

A Sellerink oferece ao mercado metalgráfico tintas adequadas a qualidade das embalagens metálicas quanto a segurança de alimentos embalados, como também de acordo com o ideal de reciclagem.

Falaremos mais a respeito nos próximos posts da séria METALGRAFIA. Acompanhem!

.

Se você gostou, veja também...

Security Inks - Segurança Impressa Anti-Fraudes on September 4th, 2012

SOLUÇÃO DE FONTE (POST 7) on November 15th, 2011

FLEXOGRAFIA SELLERINK on May 28th, 2013

Metalgrafia (Post 8) on January 10th, 2011

Eco Friendly Printing (Post 3) on July 21st, 2010

Comentários (4) Trackbacks (0)
  1. Quais as caracteristicas da maquina que imprime as latas?

  2. no meu ponto de vista a embalagem metalica e a mais segura , alem de conservar o produto enlatado tambem e inviolavel , proteje dos raios solares , não amassa com facilidade alem de todos beneficios o aço e reaproveitado (RECICLAVEL)

  3. Excelente….muito enriquecedor!!
    Sou professor do segmento gráfico e com certeza todo esse conteúdo será de grande importância para o Ensino Prendizagem de meus alunos.

  4. Irei indicar para colegas e alunos, como material de pesquisa.


Deixar um comentário


Sem trackbacks

Visualizar perfil de Marcos  Anghinoni no LinkedIn